Operação Lava Jato mira nos 100 maiores beneficiários da Lei Rouanet

cpi-da-lei-rouanet-podera-ser-criada_722455
Operação Lava Jato mira nos 100 maiores beneficiários da Lei Rouanet

Operação Lava Jato mira nos 100 maiores beneficiários da Lei Rouanet

Notícia que vem do front da Operação Lava-Jato, em Curitiba (PR): o delegado da Polícia Federal Eduardo Mauat encaminhou ofício ao Ministério da Transparência Fiscalização e Controle solicitando detalhes sobre os 100 maiores recebedores/captadores de recursos via Lei Rouanet nos últimos 10 anos. No português mais claro: ele quer detalhes dos valores recebidos, além da origem – se foi pelo Fundo Nacional de Cultura ou pelos Fundos de Investimento Cultural e Artístico -, os pareceristas responsáveis por aprovar a liberação de verbas e também se houve prestação de contas dos projetos aprovados.

Criada no governo Collor em 1991, a Lei Rouanet, por meio de um edital, permite a captação de recursos para projetos culturais por meio de incentivos fiscais. Ou seja: o que seria gasto em impostos para governo, pode ser revertido em financiamento para projetos como musicais, livros, turnês, peças de teatro e por aí vai. Só no ano passado, por exemplos, os campeões de arrecadação foram a Aventura Entretenimento (R$ 21 milhões), responsável por musicais como “Elis Regina” e “Hair”; Instituto Tomie Ohtake (R$ 19 milhões), que tem em cartaz a exposição “Picasso: mão erudita, olho selvagem”; Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (R$ 17 milhões), Instituto Itaú Cultural (R$ 14 milhões), T4F Entretenimento (R$ 13 milhões), responsável por shows no Brasil como do Coldplay e Maroon 5; além de preponentes como a Fundação Roberto Marinho e o O Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Cultura informou que não foi procurado pela PF. Portanto, a responsabilidade de atender aos pedidos da Operação Lava-Jato está com o Ministério da Transparência. Depois das empreiteiras, bancos e da Petrobras, a mira agora está na cultura.

O que achou? Deixe seu comentário

Sobre Luciano Mota

Luciano Mota
Secretário Nacional de Comunicação do PRONA, é apaixonado por política, jornalismo, mídias sociais corporativas, é um fã nato de toda carreira do saudoso Dr. Enéas Carneiro. Micro empresário com desenvolvimento web, tem oferecido um auxílio importante na caminhada do partido.